quarta-feira, 16 de junho de 2010

A imprensa sabe muito bem quem joga rasteiro. .. Mais uma na mosca.

Lula a jornalistas: vocês sabem quem é que faz jogo rasteiro

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse hoje que "a história de dossiê" não nasceu dentro do PT. Sem citar nomes, ele disse que tem gente no Brasil que é especialista na prática de "jogo rasteiro" durante as eleições. “Eu participei de muitas campanhas e nunca fiz jogo rasteiro. Agora, tem gente que é especialista nisso no Brasil e vocês sabem quem são. Cada um faz a campanha que acha que deve fazer. Eu estou muito tranqüilo”, afirmou.

O presidente disse não saber quem está por trás dos supostos dossiês contra tucanos porque não tem "cara de investigador". Ele disse também que não vai ficar batendo boca com adversários e afirmou ainda que a candidata do PT à Presidência da República, Dilma Rousseff, também não deve “ficar rebatendo” declarações do adversário tucano na disputa, José Serra. “Eu não vou ficar batendo boca com adversário. Nem eu acho que a nossa candidata tem que ficar respondendo o Serra”, afirmou.


Neste domingo (13), durante a oficialização da candidatura de Dilma Rousseff, Lula afirmou que o suposto dossiê contra o candidato José Serra é "jogo rasteiro" da oposição. "Serão três meses de muito trabalho, muita alegria, muita tensão e nós esperamos que nossos adversários estejam dispostos a fazer campanha de nível elevado e que não façam jogo rasteiro inventando dossiê todo dia", disse em seu discurso na Convenção Nacional do PT.

No início do mês, Serra atribuiu a existência de um suposto dossiê contra ele a Dilma Rousseff. O tucano relembrou ainda outros casos de dossiês contra o PSDB que vieram à tona em eleições passadas. "A principal responsabilidade por esse novo dossiê é da candidata Dilma Rousseff. Disso eu não tenho dúvida, assim como o principal responsável pelo dossiê dos aloprados foi o Aloizio Mercadante e como a principal responsabilidade por dossiês em 2002 foi do Ricardo Berzoini", afirmou o candidato do PSDB.

Minas

Sobre as eleições para o governo de Minas Gerais, Lula disse que gostaria que o ex-ministro do Desenvolvimento Social Patrus Ananias (PT-MG) fosse vice na chapa do candidato do PMDB ao cargo, Hélio Costa.

“Se dependesse da minha vontade pessoal, se eu fosse mineiro e tivesse um voto, o Patrus seria vice do Hélio, porque a campanha é para ganhar as eleições de verdade”, disse.

         Leia também: 








Do portal Vermelho

2 comentários:

Nelson Góes disse...

Olha só, não acho que a informação deva ser obtida a todo custo, passando-se por cima dos procedimentos legais ou ao menos aceitáveis, mas não entendo como o fato de alguém ter encomendado um dossiê possa ser mais relevante que as sujeiras que ele poderia revelar. Então quer dizer que se eu colher provas de que tem alguém fraudando o erário, o criminoso sou eu?

Leila disse...

Claro, concordamos. Foi o que aconteceu com o tal dossie das sanguessugas. Ate hoje fala-se dos supostos autores. Mas do fato da fraude das ambulâncias, nem uma linha.
Obrigado por comentar

BRASIL NUNCA MAIS

BRASIL NUNCA MAIS
clique para baixar. Íntegra ou tomos