terça-feira, 3 de novembro de 2009

O Dia de FHC - 2 de novembro

O que se pode depreender das linhas escritas pelo tucano que queria ser corvo? FHC se especializou na arte do embarque em canoas onde o lugar do náufrago está antecipadamente destinado ao canoeiro de ocasião. Julgava estar redigindo um artigo que funcionaria como divisor de águas. Mas afundou junto com ele. Escreveu o seu próprio réquiem, levando junto velhos próceres do PSDB. Um trabalho e tanto. Extremamente apropriado para leitura no dia 2 de novembro.


Um ótimo artigo do prof. Gilson Caroni, merece ser lido. Vá ao Vermeho.



O texto mal escrito, sem sentido em muitos parágrafos, revela um erro de cálculo político sem precedentes. Contrariando seus aliados, que desejavam vê-lo distante da campanha do PSDB para presidente em 2010, FHC trouxe para o próximo pleito a comparação entre a política econômica do governo e a da gestão petista: A única polarização que a direita não queria. Imaginando-se um estrategista, virou um fardo pesado para as possíveis candidaturas de José Serra e de Aécio Neves. Triste para o prestigiado sociólogo, deplorável para o experiente político.

Comparações são ociosas, mesmo porque cada polemista tem o seu tempo na história. Mas não é de hoje que o sonho do“"príncipe dos sociólogos" é ser um Carlos Lacerda redivivo. Vê a si próprio como um panfletário versátil e demolidor, capaz de usar as palavras como metralhadoras giratórias nas mãos de um guerrilheiro. O problema é que seu estilo é tosco e seus escritos ininteligíveis. Não é capaz de açular os medos da classe média, mesmo usando os velhos ingredientes que vão da ameaça de uma república sindicalista a um quadro incontrolável de corrupção. Não aprendeu que, sem o apoio das bases sociais que o acompanham, seu suposto prestígio pessoal conta pouco.

Adeeeus, adeeeus ...
.

3 comentários:

Provos Brasil disse...

E o livro?

O livro "Quem pagou a conta" sumiu! Não é encontrato nem na própria página da editora (Record).

Será que velho FHC boca murcha está por trás deste sumiço?

Sempre passando por aqui.....

Provos Brasil

Leila disse...

SÉRIO? vAMOS PROCURAR NOS SEBOS!

Marton disse...

Tem na Americanas e já se encontra em outras livrarias. É só procurar.

Boa leitura.

Título: Quem Pagou a Conta?
Título Original:
Subtítulo:
Autor:
Tradução:
Editora: Record
Assunto: Historia
ISBN: 8501067717
Idioma: Português
Tipo de Capa: BROCHURA
Edição: 1
Número de Páginas: 560




Quem pagou a conta? narra em detalhes como e por que a CIA, durante a Guerra Fria, financiou artistas, publicações e intelectuais de centro e de esquerda, num esforço para mantê-los distantes da ideologia comunista. Cheia de personagens instigantes e memoráveis, esta é uma das maiores histórias de corrupção intelectual e artística pelo poder.

BRASIL NUNCA MAIS

BRASIL NUNCA MAIS
clique para baixar. Íntegra ou tomos